Estudos Especiais

Escola de Evangelismo Parte 1 - Abril 2015

Duas sessões de estudos práticos sobre evangelismo. Nesta primeira sessão vemos o que é e como evangelizar da maneira Bíblica. Lidamos com os tópicos: Deus usa instrumentos humanos para alcançar almas; nosso método de evangelismo: proclamacional; como manter um testemunho pessoal contínuo e consistente ao longo dos anos. E 12 maneiras que encaramos nosso testemunho pessoal; evangelismo e testemunho pessoal é uma questão de: fé, convicção, dever e consciência, de desejo, de zelo, de oração, de premeditação e de prática, de coragem, de paciência, de simplicidade, de ter um objetivo definido, e de vida de piedade.

Escola de Evangelismo Parte 2 - Abril 2015

Nesta segunda sessão vemos como alcançar tipos diferentes de não crentes. Como o Senhor lidava com grupos diferentes de pessoas em sua apresentação do Evangelho. Os quatro grupos distintos de pessoas representadas no Novo Testamento e encontradas em todas as sociedades, e como alcançar cada uma delas com a mensagem do evangelho em nosso testemunho pessoal. São eles: 1) O ignorante e indiferente em questões espirituais (a maior de todas as classes de descrentes). 2) O Justo a seus próprios olhos (normalmente pessoas religiosas não convertidas). 3) Pessoas auto indulgentes ou auto interessadas (que estão na igreja em busca de outra coisa 4) O ateu.

Como Estudar a Bíblia - Judas 1.20-21

Estudo Especial de domingo dia 12 de Maio 2019
Pr. Ábner Eliel Araújo

Como estudar a Bíblia de modo a extrair ensino e avançar no conhecimento da Palavra de Deus? Neste estudo lidamos com alguns princípios e métodos simples e eficazes, provados pelo povo de Deus, para o avanço no estudo pessoal e continuo da Bíblia, ao longo da vida cristã.

A Transmissão do Antigo e Novo Testamento - Um estudo sobre a historia da formação dos textos da Bíblia

Estudo Especial por Pr. Harold Gilmer (Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil) do dia 8 de Jumho 2019

Em duas cativantes sessões de estudos vemos como a Bíblia foi escrita, e como foram transmitidos os livros da Bíblia, desde seu primeiro, e progressivamente, até chegar ao cânon completo que temos hoje.
Quem foram os escritores, em que materiais foram escritos os textos, como passou da transmissão oral para a escrita, quem foram os copistas, quais suas técnicas, como os textos foram preservados sem alteração ao longo de vários séculos, podemos confiar em nossa tradução? Estes e vários outros tópicos são abordados.
Vemos a fascinante história da transmissão dos textos da Palavra de Deus, sua autenticidade e fidelidade, e a direção divina em todo o processo de registro e preservação de Sua própria Palavra.

Um Panorama Crítico Parte 1

Série de 5 estudos sobre a Bíblia e o dispensacionalismo. Gravações realizadas em um retiro da Igreja Batista Reformada da Palavra.

O Dispensacionalismo surgiu depois de mais de 1900 anos de história da Igreja de Cristo, sendo formulado somente em meados do século XIX por John Nelson Darby, e modificado e propagado por C. S. Scoffield e outros.
É um sistema teológico/Escatológico de interpretação da Bíblia, que apesar de ter seu posicionamento em relação a várias doutrinas bíblicas, tem o seu foco principal nas questões relacionadas ao final dos tempos.
Sua principal característica é a distinção que faz entre Israel (nação) e a Igreja; ensinando que Deus tem um plano para o Israel nacional e outro, distinto, para a Igreja de Cristo, virtualmente criando duas “igrejas”. O Dispensacionalismo ensina que a Igreja é um parêntese dentro do plano maior de Deus para Israel; e, mas uma vez que aquela for “arrebatada” para fora deste mundo e sua história, Ele voltará a lidar com Israel. Ensina também que Deus tem promessas "não cumpridas" para cumprir a Israel como nação, como: a reconstrução de um terceiro templo; um arrebatamento secreto e invisível da igreja, o retorno do Senhor Jesus Cristo duas vezes, e um reino físico neste mundo presente, a partir de Jerusalém, que dura 1000 anos.
Acaso estas afirmações são confirmadas pela palavra de Deus? Neste primeiro estudo apresentaremos, de modo panorâmico, o ensino Bíblico que contradiz tais afirmações.

Um Panorama Crítico Parte 2

Um Panorama Crítico Parte 3

Um Panorama Crítico Parte 4

O Registro da Criação em Gênesis - Gênesis 1

Estudo Especial de sábado 17 de Agosto 2019
Pr. Ábner Eliel Araújo

- Acaso podemos interpretar a narrativa da criação (Gênesis 1-3) através da Teoria da Evolução?
- Gênesis 1-3 é um registro histórico literal ou alegoria?
- Os dias da Criação: dias literais de 24 horas ou representação de milhões de anos?
- Quais as consequências teológicas ao se tentar unir Moisés e Darwin?
- A terra foi criada do nada (ex nihilo) ou de matéria previamente existente?
- Teoria da brecha (intervalo): há uma brecha entre Gênesis 1 e 2?
- Qual a idade da terra, alguns milhares de anos (6-7 mil anos) ou milhões de anos?

- O que dizer do método de datação Carbono-14, ela refuta o ensino Bíblico de uma terra jovem?
- Combatendo pela defesa do registro bíblico literal da criação .

MAPA DO SITE
LOCALIZAÇÃO

Rua Bom Pastor, 2167 - Ipiranga

São Paulo / SP - CEP 04203-052

 

contato@igrejabatistareformada.org.br

+55 (11) 96076-2001

© 2018 Igreja Batista Reformada da Palavra.